Formar e qualificar profissionais para que estes se tornem agentes de mudanças!

Softwares Acadêmicos

Conheça o DreamSpark! Programa da Microsoft em parceria com institutos de educação.

Novidades

Categorias

Programa de Estágio

A Educação Profissional é concebida como importante estratégia para que os cidadãos tenham efetivo acesso às conquistas científicas e tecnológicas da sociedade. Com este entendimento a Coordenação de Integração Empresa-Escola ao promover a inserção do estudante no mundo do trabalho através do estágio ou do Programa de aprendizagem, visa o aprendizado de competências próprias da atividade profissional e à contextualização curricular, objetivando o desenvolvimento do educando para a vida cidadã e para o trabalho. Para tanto, organiza o processo de estágio e da aprendizagem, através de parceria com as empresas e agentes integradores, parceiros fundamentais no desenvolvimento do trabalho.

Coordenação de Estágios: Tania Temporal
Telefone: (81)3181-3951
Email: estagio@etepam.pe.gov.br

Perguntas Frequentes - Aprendizagem

Quais são os cursos que disponibilizam estudantes para aprendizagem?

Comunicação visual, Design de Interiores, Edificações, Logística, Manutenção e Suporte em Informática, Mecânica, Mecatrônica, Química (presenciais).

Quanto custa para a empresa a parceria?

Não é cobrado nenhum valor pela escola. As despesas da empresa são apenas as referentes aos pagamentos dos aprendizes.

Qual o tempo de duração de cada curso?

Os cursos de Comunicação visual e Logística têm duração de um ano e meio. Os demais têm duração de 2 anos.

Quais os documentos necessários para contratação de aprendizes?

É necessário firmar convênio com a escola (modelo próprio) e realizar contratos individuais com os aprendizes (modelo da empresa) e interveniência da escola.

O aprendiz tem direito à insalubridade, periculosidade, acordos coletivos, benefícios, passagens, alimentação? Como é calculado o salário do aprendiz?

Todas essas perguntas são respondidas no manual de aprendizagem, disponível no site do MTE e no site da ETEPAM, e na lei de aprendizagem, além de poderem ser realizadas ao fiscal do ministério responsável pela empresa. É importantíssimo que as empresas leiam o manual com muita atenção e tirem suas dúvidas com o ministério, para evitarem transtornos futuros, principalmente pagamentos retroativos.

O aprendiz já inicia as atividades práticas no primeiro dia de aula?

Não. O aprendiz fica exclusivamente na escola durante os dois primeiros meses de contrato. Depois disso, ele inicia as atividades práticas concomitantes às teorias até o fim do programa.

Quais os dias e quantas vezes por semana o aprendiz realiza as aulas teóricas?

As atividades teóricas e práticas são realizadas de segunda a sexta, 3h na escola, 4h na empresa.

O aprendiz pode desenvolver atividades externas, com certo grau de periculosidade?

Sim. Os aprendizes são funcionários que estão sendo treinados, portanto podem realizar várias atividades, inclusive que outros funcionários realizam, contanto que recebam as devidas orientações, com a devida supervisão e aparelhos de proteção.

Como ficam as atividades nos períodos de recesso e férias escolares?

A carga horária continuará a mesma. Será em um desses períodos que os aprendizes gozarão das férias da empresa, após completado 1 ano de contrato. Caso não seja possível gozar das férias num desses dois períodos, devido ao cronograma do curso, os valores serão pagos ao final do contrato.

Pode-se solicitar a liberação dos aprendizes para realização de atividades escolares no horário das atividades práticas?

Sim. Porém isso ocorre eventualmente e a empresa é avisada com antecedência.

Como se dá o acompanhamento do programa?

São realizadas avaliações semestrais. Em casos de problemas fora do período de avaliação, a empresa deve chamar o aprendiz para conversar, deixa-lo ciente sobre o que deve melhorar ou mudar, dar um prazo para o ajuste, registrar esse contato e enviar um relatório à escola informando os problemas apresentados e as medidas tomadas.

Como se dá o desligamento do aprendiz?

As hipóteses estão descritas na lei de aprendizagem. Para identificar e validar casos de inadequação, todo o procedimento de acompanhamento descrito na pergunta anterior terá que ter sido seguido para que a escola realize o parecer. Em caso de solicitação do aprendiz, a escola precisa ser informada da data de desligamento.

Qual o principal meio de comunicação da escola com a empresa?

A escola envia por email avisos, informações, solicitações, frequência, em fim tudo que se relaciona ao programa. Portanto, as empresas precisam dispor um email que não retorne devido a caixa cheia, e deve sempre ler atentamente todos os e-mails enviados pela escola, pois esses contêm informações importantes. Qualquer alteração de email deve ser imediatamente informada à escola.

Perguntas Frequentes – Estágio

Quais são os cursos que disponibilizam estudantes para estágio?

Comunicação visual, Design de Interiores, Edificações, Logística, Manutenção e Suporte em Informática, Mecânica, Mecatrônica, Química (presenciais). Administração, Biblioteca, Logística, Informática, Recursos Humanos, Serviço de Bar e Restaurante, Administração (EAD).

O que é preciso para formalizar o estágio?

Firmar o Termo de Compromisso de estágio.

É possível realizar o termo sem o seguro contra acidentes pessoais?

Não.

É preciso usar os serviços de um agente de integração?

Não. A contratação pode ser feita através de agentes, mas também pode ser realizada diretamente com a escola.

Quanto é o salário do estagiário?

O estagiário não recebe salário. É pago ao mesmo uma bolsa, cujo valor fica a critério da empresa. Lembrando que o mercado tem uma média, logo é interessante segui-la para conseguir bons estagiários.

Quantas horas o estagiário pode fazer na empresa?

Até 30h semanais.

Pode-se solicitar a liberação dos estagiários para realização de atividades escolares no horário das atividades práticas?

Sim. Porém isso ocorre eventualmente e a empresa é avisada com antecedência.