O dia das mães

12 maio 2017
mucio
188
0

 

    Um singelo e genuíno dia, que tem muito significado por trás do que realmente ele é, o dia das mães é normalmente um dia no qual as pessoas trocam beijos, abraços e presentes com a pessoa que o acalentou por nove meses, mas na força que esse dia tem, devemos refletir sobre diversas questões que fazem parte do nosso dia-a-dia, a violência materna e outros fatores que um filho tem para com sua mãe fazem com que, para algumas pessoas, esse dia não tenha tanto significado. Precisamos esquecer de todos esses fatores e realmente focar no que a nossa mãe é para nós, uma pessoa que chora, luta e faz milhares e milhares de coisas pelo nosso bem-estar, elas nunca nos esquecem e nós também nunca devemos esquece-las, onde quer que ela esteja.

    Mas, queremos aproveitar esse pequeno texto para ressaltar não as dificuldades e malefícios que existem na relação entre mãe e filho, mas sim, ressaltar toda a grandeza e a necessidade que essa relação tem na vida de uma pessoa. A relação entre mãe e filho é algo inexplicável, o início acontece na própria barriga, é algo totalmente inocente e que se promulga para o resto da vida, ambos funcionam juntos, na arte do pensar e do conselho do que é melhor para cada um, dos ensinamentos que surgem dos dois lados, mas que se sobressalta em um, no jeito de pensar e compartilhar sensações inesquecíveis que os dois vão lembrar, de se amar. Esse dia reflete muito mais do que parece, coisas ruins e boas, mas devemos relembrar toda a nossa essência e o primordial, que nossa mãe merece muito respeito, e sobretudo, o amor que nós temos que oferecer para que ela tenha o seu bem-estar de cada dia. Depois de se transformar mãe, a pessoa sonha e viva não apenas por si, mas também pelo seu amado filho. Para detalhar, superficialmente falando, o dia se originou da boa vontade e da atitude de Anna Jarvis que buscou homenagear a sua falecida mãe, organizando um dia especial para todas as mães e ensinar as crianças a importância da figura materna. Recebamos o exemplo genuíno de Anna Jarvis e compartilhemos com nossos amigos, mãe, e entre outros, não importa, o real significado da figura materna, e a importância da relação entre uma mãe e o seu filho.