Será que a liberdade que conquistamos a 129 anos atrás ainda existe?

8 maio 2017
107 Visualizações

     Recentemente, nós podemos perceber diversos fatores que questionam o nosso direito à liberdade, seja na nossa própria sociedade ou em outras diversas, temos muitos exemplos que nos remetem a imaginar esse singelo direito que nos pertence e é negado para diversas pessoas, podemos citar a Síria, que possui um sistema atual que perpassa o sentido da humanidade e impede com que algumas pessoas exerçam o seu livre arbítrio, ou a sua genuína vida, a quem todos, independentemente de qualquer opinião, posicionamento, religião e opção que se escolha exercer ou pertencer, merece e deve ter este direito.

   O nosso país, especialmente, ainda tem marcas profundas provocadas por uma escravidão que se demonstrou real, durando cerca de 350 anos, sendo a sociedade que mais demorou a ser liberta, isso provocou com que todo desenvolver futuro da nossa sociedade se prejudicasse automaticamente, como já dissemos, permanecemos com marcas por bastante tempo. Nossa sociedade é nova, 517 anos de história é muito pouco relacionado a tudo pelo que a humanidade já passou, e se diminuirmos de 517 anos, cerca de 350, se vai mais da metade da nossa história voltada para a escravidão, isso acabou dificultando o nosso desenvolvimento social. Mesmo com a abolição da escravidão, estabelecida pela Lei Áurea, os escravos ainda eram, mesmo que indiretamente, escravos, isso foi gerado primordialmente pela forma como foi trabalhada essa abolição e “liberdade” estampada por diversos setores, acontecia bastante naquela época casos de pessoas libertas e que mediante a todo o suspense, a falta de uma residência estabelecida para a sua família, e outros diversos fatores como alimentação, saúde e entre outros, escolheram permanecer trabalhando para os seus antigos coronéis ganhando um salário muito pequeno, e continuando em situações precárias, proporcionadas pela falta de higiene, saneamento e até um tratamento específico a comida e a forma de como eram tratados aquelas pessoas. Além de pensar apenas nisso, devemos perceber e ressaltar também o lado mais obscuro, permita-me comunicar, se a anterior já era ruim, imaginem essa. Por todos os lados existiam métodos de tortura, penas e castigos horrendos que eram impostos aos negros, existiam inclusive arsenais apenas para a tortura que se popularizaram naquela época, a maioria das ordens que eram produzidas naquela época eram voltadas para tormentos e sentenças para os escravos, a imaginação do próprio ser humano foi incalculável.

   Em relação aos aspectos observados no texto, podemos perceber a relevância do tema quando a maioria das pessoas sofreram diversos danos por isso, a escravidão obteve uma continuação que pode ser considerada recente junto à todo o racismo que está nela associada, além disso, devemos ressaltar a importância quando o nosso principal objeto deve ser o de superar tudo isso, talvez em um futuro mais próximo, possamos todos convivermos como o que realmente somos, seres humanos, independente de nossas escolhas, devemos ser tratados de forma igual na lei, na prática e no coração de cada um de nós, e isso só será realmente possível quando retirarmos de vez da nossa cabeça qualquer preconceito que seja e começarmos a aceitar as pessoas do jeito que elas são, impedindo qualquer escravismo que seja, indireto ou não.